Ocorreu um erro neste gadget

quinta-feira, 5 de fevereiro de 2015

Granada

Ninguém entendia que eu estava pronta. Poderia explodir a qualquer hora. Havia me tornado destrutiva depois que ele se foi. Acordava todos os dias rejeitando meus sentimentos. Bebia rápido demais e andava depressa. Eu tinha pressa. Precisava correr para cama e abafa meu choro naquele travesseiro. Todo mundo me olhava e ninguém entendia. Estava um caos. Um cacos por dentro. Não me pergunte como, mas eu me acabei. Podia aceitar as chuvas e o frio, mas não aquela partida. Era sua garota e ele o amor a minha vida. Ninguém entende os planos que eu fiz. Ele não entendeu. Bem pudera. Criei demais. Acho que meu excesso abriu a porta de saída e ele foi embora. Sou uma granada. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário